PRISCILA CAMARGO
 é atriz e “Contadora de Histórias”. É Paulistana, tornou-se atriz profissional no Rio de Janeiro. No seu segundo espetáculo, em 1977 foi indicada ao Prêmio Mambembe de Melhor Atriz. 

Trabalhou com alguns dos mais renomados Diretores de Teatro: Aderbal Freire Filho, Domingos de Oliveira, Luis Mendonça, José Renato, Carlos Alberto, Clóvis Levi, Cecil Thiré, Cacá Mourthé e Aracy Cardoso, em mais de vinte espetáculos. Entre eles: Viva o Cordão Encarnado, Cancão de Fogo, Lampião no Inferno, O Bom Burguês, A Bela Madame Vargas, Direita Volver, A Volta Por Cima, A Resistência, O Avesso do Avesso, Quantas Vezes, Se Chovesse Vocês Estragavam Todos, À Noite Todas as Gatas São Pardas, Os Inimigos Não Mandam Flores, Besame Mucho e Intensa Magia. 

Na TV GLOBO, estreou em Programas Humorísticos, com “Planeta dos Homens” e “Viva o Gordo”, participou cantando do Musical “Uma Viagem ao Corpo Humano”, (também Disco pela Ariola), Casos Especiais, Casos Verdade e as Novelas: “Ciranda de Pedra” (Otávia), “Final Feliz” (Mirtô), “Direito de Amar” (Alice), “Salomé” (Graça), “Sonho Meu” (Polaca), “Quem é Você?” (Yolanda), “Paraíso Tropical” (Dora), “Cama de Gat0”, (participação), “TITITI” (Valdete) e em 2013 “Sangue Bom”, como Nancy.
 

  


Como Contadora de Histórias pesquisa, idealiza e produz espetáculos dedicados tanto a crianças e jovens quanto a adultos. Em 2012 estreou o sétimo espetáculo dedicado ao público infantil, mas que também encanta jovens e adultos, o “Histórias de Medo”, com Direção de Aracy Cardoso.

“HISTÓRIAS DE MEDO”, assim como o espetáculo “HISTÓRIAS DA MÃE ÁFRICA”, ganharam o Edital da FUNARTE para participarem do ANO DO BRASIL EM PORTUGAL, apresentando-se no Teatro do Bairro, em Lisboa, em Maio de 2013.

Publicou o livro "Caldeirão de Histórias", o primeiro espetáculo infantil, pela EDITORA ROCCO. 

Permanentemente apresenta os seus espetáculos e Oficinas, no Brasil ou outros Países Lusófonos, em Teatros, Escolas, Universidades, Clínicas, Empresas e também em Festas, eventos e Celebrações.

 


O
bservação: * Fotos de Marco Antônio Resende